terça-feira, 12 de maio de 2009

Fique atento


Redesenhando a Cidade Informal” no MCB destaca projetos para favelas de sete cidades da América Latina

Abertura com a presença de Christian Werthmann, da Universidade Harvard

Projetos de urbanização para favelas de sete cidades da América Latina, inclusive um no Parque Amélia (SP), selecionados por John Beardsley e Christian Werthmann, professores da Graduate School of Design da Universidade Harvard (EUA), estão na exposição “Redesenhando a Cidade Informal”, no Museu da Casa Brasileira, instituição vinculada à Secretaria de Estado da Cultura. São Paulo é a primeira metrópole do país a receber a mostra, que já passou por Boston e Buenos Aires e, em outubro, desembarca no Rio de Janeiro.

O projeto de urbanização no Parque Amélia, localizado na região da represa de Guarapiranga, zona sul de São Paulo, que beneficiou um total de 736 famílias, é de autoria do arquiteto e urbanista João Walter Toscano. O local ganhou água encanada, esgoto, drenagem e pavimentação. Um dos destaques foi a construção de uma praça com espaço para a prática de esportes e a canalização de um córrego, com projeto dos arquitetos Marta Lagreca, Marcos Boldarini e Stetson Lareu.

Os dois professores de Harvard escolheram as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, no Brasil; Cidade do México e Tijuana, no México; Caracas, na Venezuela; Bogotá, na Colômbia; e Buenos Aires, na Argentina. O critério adotado foi selecionar projetos, executados ou não, que representem estratégias desenvolvidas na América Latina para melhorar as condições de moradia informal.

Redesenhando a Cidade Informal”, que, em inglês adotou o nome de Dirty Work, compõe-se de grandes painéis, que contam a história de cada projeto até a nova realidade, por meio de croquis, fotos, mapas e textos. Na abertura, Christian Werthmann estará presente para contar detalhes desse trabalho, que já transformou a vida de centenas de latino-americanos.

Serviço:
Exposição: “Redesenhando a Cidade Informal”
Abertura: 12 de maio, às 19h30, com a presença de Christian Werthmann, da Universidade Harvard
Visitação: de 13 de maio a 28 de junho de terça a domingo, das 10h às 18h
www.mcb.org.br
Museu da Casa Brasileira - Av. Faria Lima, 2705 -
Tel. 11 3032-3727 Jardim Paulistano São Paulo
Ingresso: R$ 4,00 - Estudantes: R$ 2,00 Gratuito domingos e feriados
Acesso para pessoas com deficiência.
Visitas orientadas: 3032-2564
agendamentomcb@terra.com.br

Nenhum comentário: