sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Resgate





 


 

"A simplicidade é a máxima sofisticação.”
Itaipava foi reconhecidamente um dos maiores pólos de cerâmica do estado do Rio de Janeiro ao longo de quatro décadas, de 30 a 70. Trabalhando com a mesma técnica de fundição trazida e utilizada por Henry Gonot (francês, discípulo e colaborador do famoso ceramista Lachenal) um dos criadores da Cerâmica Itaipava, que nos idos de 1926 trouxe fama à região. O Atelier Keramos de Apollinário Rattes ainda engatinha, com cuidado e carinho, mas já contabiliza mais de 50 modelos, cada qual com 5 diferentes acabamentos,em seu catálogo. Na frase de Leonardo da Vinci, muito desta caminhada: desde 2001 o artesão e designer Apollinário Rattes vem se dedicando a esse resgate, sendo o único a produzir peças em cerâmica para iluminação na região de Itaipava.
Com design contemporâneo e arrojado, por vezes mesclando materiais, o Atelier Keramos atende hoje a clientes em todo o Brasil e segue em seu desejo lúdico, porém incansável, da retomada deste ofício ora quase esquecido, que já empregou tantas famílias e fez com que nossa região fosse uma referência importante dessa arte.

Nenhum comentário: