sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Pedra rara






O designer Marcus Ferreira conquistou o prêmio Brasil Design Award 2013 com o Sofá Pedra.  O prêmio é um projeto criado pela ABEDESIGN – Associação Brasileira de Empresas de Design –, sob a curadoria de André Poppovic com o objetivo de premiar o que foi feito de melhor no design brasileiro e mostrar toda a capacidade criativa do País reconhecida em âmbito nacional e internacional.
Ex-estudante de biologia marinha, empresário e designer de sofás por vocação, o paulistano Marcus Ferreira é, acima de tudo, um observador. Sua bem-sucedida carreira teve início no final dos anos 1990, como autodidata. Marcus estudou livros, frequentou bibliotecas na USP, aprendeu com marceneiros e buscou inspiração em seu cotidiano, nas pessoas e em viagens.
O olhar de Marcus sob o design de mobiliário é semelhante ao utilizado na alta-costura. A pesquisa de tendências sempre busca referências que dialoguem com seu universo conceitual. São valorizados o corte, a escolha dos materiais, estilo, conforto e a integração da peça com o meio. Para ele, o design deve ser a união do artesanal com o industrializado, permeado de informações e detalhes cuidadosamente trabalhados.
Em 2000, com o incentivo do arquiteto e amigo Paulo Gazola, lançou sua primeira coleção de sofás. Logo após, foi convidado a criar uma linha exclusiva para a Firma Casa, em São Paulo. Desde então, Marcus não parou mais e suas criações estão à venda tanto no Brasil quanto em vários países. Destaque para os sofás com chaise, que o fizeram ficar conhecido como um dos precursores da peça no país.
Em 2011, inaugurou o premiado projeto da Decameron na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, em São Paulo, projetado por Márcio Kogan. Atualmente, o designer está também está apostando em curadoria de arte e inaugurou um charmoso espaço para o Estudio Manus na loja, onde vende peças exclusivas dos artistas. Sua outra marca, a Carbono, recém-inaugurada na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, projetada pelo SuperLimão Studio, que além de comercializar criações próprias, aposta em jovens profissionais e em estúdios de outros países, como a holandesa Droog, focada em design humanizado. Não à toa, Ferreira é respeitado por designers consagrados e admirado por novos nomes do universo criativo de mobiliários.
Marcus já conquistou diversos prêmios importantes, como o Certificado Boa Forma da Abimóvel (mesa de jantar Liss /2001), 15º Prêmio do Museu da Casa Brasileira (sofá Ninho /2001), Prêmio da Feira Colônia – Alemanha (poltrona Giramundo/2003), Idea Brasil 2008 (chaise Rippa), e Menção Honrosa no Salão Design Casa Brasil (sofá Cine /2007). O maior reconhecimento, porém, veio em 2007 com a conquista de dois prêmios do IF Design Award (sofás Stay e Studio), a mais importante premiação do mundo em design. E em 2012, conquistou o MCB 2012 (Alice). 
O  Pedra é o mais premiado: já levou  o prêmio IDEA Brasil 2012. E agora o IF 2013 e o Brasil Design Award 2013
É ou não é uma pedra rara?

Nenhum comentário: