segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Versátil!



Que os porcelanatos vieram para ficar, agente já sabe. Mas sua utilização vai muito além de pisos, paredes e mosaicos e pastilhas.  
Seu uso em bancadas vem crescendo no Brasil nos últimos anos. Os arquitetos têm oferecido esta possibilidade aos clientes como opção às pedras, como o granito e o mármore. Além de ser mais em conta, o porcelanato possui excelente resistência mecânica às variações térmicas e aos reagentes químicos. Tem baixíssima capacidade de absorção de água e sujeira e, por isso, é também resistente a manchas, mais higiênico e lavável. E mais, a variedade de design na superfície é enorme, podendo reproduzir inclusive pedras e madeiras.
A arquiteta Cristina Lembi, que trabalha com bancadas de porcelanato há mais de 12 anos, afirma que o custo benefício em relação aos outros materiais é bem grande. “O mármore é caro, poroso e pode ter manchas. O granito normalmente é manchado e não é liso. Outros materiais são ainda mais caros. O porcelanato é liso, sem manchas, nada poroso, fácil de limpar, parece pedra e ainda é mais barato”.
Os porcelanatos mais indicados para bancadas são os da tipologia chamada de massa única ou técnicos, por serem mais resistentes e não apresentarem grandes diferenças entre a massa e a superfície. Os queridinhos são os porcelanatos polidos, pois o brilho dá um charme extra para a peça final. De todo modo, para montar a bancada, o ideal é contratar uma marmoraria especializada em serviço de cortes, assim os encaixes e acabamento ficarão perfeitos.
As possibilidades estéticas de bancadas feitas de porcelanato são bem variadas e podem acompanhar o estilo do cliente. Com os porcelanatos que parecem madeira, por exemplo, é possível dar ao banheiro, ao lavabo e a cozinha um clima rústico e descolado. As peças da Cerâmica Portinari, que assumem diversos tamanhos, formas, cores e detalhes, unidas à criatividade do cliente e do arquiteto trazem cada vez mais inovação às bancadas.
Isso, sim, é uma bela dica!

Nenhum comentário: