quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Qual a tinta ideal?





Pensando em dar uma repaginada ou terminar a casa para o fim de ano?

Para ter um resultado perfeito na pintura de uma parede é preciso entender as diferentes técnicas de acabamentos. Como usar, por exemplo, uma tinta semibrilho ou acetinada? E para ambientes internos e externos, qual a mais durável?  Com o objetivo de proteger e valorizar o bem imóvel e trazer mais cor e vida às paredes, a campanha Mais Cor para Sua Vida, do SITIVESP (Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo), entrevistou alguns especialistas para tirar essas e outras dúvidas sobre os diferentes acabamentos de tintas.

De acordo com Wiliam Saraiva, gerente de produto da Lukscolor, o acabamento fosco não tem brilho e ajuda a disfarçar pequenas imperfeições nas superfícies. Já o acetinado possui brilho intermediário entre o fosco e o semibrilho e necessita um acabamento melhor nas paredes a serem pintadas. Para Gregorio Bastos Alencar, trade marketing das Tintas Eucatex, o consumidor precisa entender suas necessidades antes de escolher o acabamento. “Cada produto e suas respectivas cargas de brilho exercem funções e entregam resultados diferentes”, afirma. Veja as principais diferenças, para trabalhos em alvenaria, elencadas pelo especialista:

Semibrilho: é o produto com maior carga de brilho entre os látex/acrílicos. Tem como principais vantagens a lavabilidade e a durabilidade. Recomenda-se o uso em paredes devidamente niveladas, pois a presença do brilho revela as imperfeições.
Acetinado: tem brilho intermediário, porém grande poder de lavabilidade. Não revela tanto as imperfeições das paredes como ocorre com o semibrilho e também não esconde tanto como os produtos de acabamento fosco.

Fosco: é o produto cujo acabamento não apresenta carga nenhuma de brilho. Indicado para superfícies que se encontram desniveladas, pois esconde as imperfeições. Trata-se de um acabamento com menor poder de lavabilidade na comparação com os acabamentos citados acima.

Outra dúvida comum que costuma acometer os consumidores é sobre a tinta acrílica e a esmalte. Qual é a melhor indicação para estas? Segundo William, a tinta acrílica é solúvel em água e seca rapidamente. Sua fórmula contém resinas acrílicas que conferem maior impermeabilidade ao produto, o que a torna muito eficaz para pinturas externas. “Essa maior impermeabilidade também torna a tinta acrílica interessante para uso em áreas molhadas da casa, como a cozinha e o lavabo, pois podem ser lavadas”, explica o gerente de produtos da Lukscolor. Já o esmalte é um tipo de tinta que não é solúvel em água e é mais indicado, portanto, para superfícies de ferro ou madeira. “O esmalte faz um tipo de película sobre a superfície e, por isso, não é indicado para o uso direto na parede, porque pode provocar bolhas ou descascamento”, esclarece. Para trabalhos em alvenaria, portanto, as tintas mais recomendáveis são a látex e a acrílica e o acabamento (semibrilho, fosco, acetinado) varia de acordo com a intenção de cada um e a situação da parede.


Lançada em maio de 2016, a campanha Mais Cor para Sua Vida, promovida pelo Sitivesp, busca incentivar o uso de tintas coloridas e garantir a renovação ou conservação do imóvel, a fim de estimular o consumidor a reformar ou proteger seu bem.  Grandes marcas apoiam o projeto, como Coral, Eucatex, Lukscolor, Suvinil, Futura, Montana, Sherwin Williams, Lixas Tatu e Universo, além de associações como a Associação dos Revendedores de Tintas (Artesp). 
Fazer uso constante de uma cor, seja na roupa ou num ambiente, é uma forma de se expressar. E a Mais Cor para Sua Vida acredita que as pessoas não devem ter receio de se mostrar e expor sua verdadeira forma de ver o mundo.


Siga as novidades da campanha:


Nenhum comentário: