terça-feira, 13 de março de 2018

Solarium valoriza design brasileiro

Terra, mar e ar são os elementos que unem os lançamentos da Solarium Revestimentos para a Revestir 2018. A solidez da criação de Ana Cristina de Souza Gomes, a descontração da peça de Antonio Bernardo e a leveza da criação de Fernanda Marques.
Assim são as linhas Nodo, Bossa e Flake, os três lançamentos, específicos para parede, calcados em uma das mais fortes características da empresa: a valorização dos designers brasileiros. As peças vêm assinadas respectivamente por Ana Cristina de Souza Gomes, Antonio Bernardo e Fernanda Marques. Além destas peças, a Solarium traz a Linha Metal, produzida com uma pigmento diferenciado e resistente, e os grandes formatos das linhas Basic e Classic com placas de 120x120x2,4 cm reforçando o compromisso com a tecnologia e modernidade.

A Terra e a força da natureza, elemento inspirador para muitos produtos da marca, vem com vigor na linha Nodo, assinada pela arquiteta Ana Cristina de Souza Gomes, presidente da marca. “Fiz um exercício com as curvas concêntricas do tronco das árvores, sem pretensão alguma de imitar madeira, mas sim ser lúdica em relação aos círculos”, complementa Ana. Energia e elegância em um único produto.

A linha Bossa, criação do designer Antonio Bernardo, traz na essência o movimento e a malemolência cariocas, a aragem da beira da praia e o balanço do Rio de Janeiro, terra natal do criador. A Bossa, placa em arco de círculo que delimita precisamente a mudança de plano inserida no quadrado, reproduz um efeito ótico resultante da combinação das formas geométricas, e proporciona inúmeras possibilidades de composições. Deste modo as paredes e painéis ganham vida e as mais diferentes ambientações.

A arquiteta Fernanda Marques assina a linha Flake, mais uma vez brincando com as possibilidades de paginação de suas peças, que transitam entre peças de design de interiores e arte, peças leves e fluidas. “Pensei em desenvolver um único componente que pudesse sugerir condições diferenciadas de movimento às superfícies”, argumenta a arquiteta. Fernanda pensou a Flake quase como um quebra-cabeça, analisando os traços por diferentes ângulos para pensar nos encaixes leves e precisos. “Tentei alcançar uma dimensão arquitetural e artística que pudesse ser levada a paredes e muros”, resume.

Joyce Diehl, direto da ExpoRevestir 2018


Nenhum comentário: